Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5848
Tipo: Dissertação
Título: Consumo, digestibilidade aparente dos nutrientes e desempenho de vacas leiteiras sob pastejo em função de níveis de concentrado e proteína bruta na dieta
Título(s) alternativo(s): Intake, apparent digestibility of the nutrients and performance of milking cows under pasture as a function of levels of concentrate and crude protein in the diet
Autor(es): Silva, Cristiano Viana da
Primeiro Orientador: Lana, Rogério de Paula
Primeiro coorientador: Campos, José Maurício de Souza
Segundo coorientador: Queiroz, Augusto César de
Primeiro avaliador: Leão, Maria Ignez
Segundo avaliador: Guimarães, José Domingos
Abstract: Desenvolveu-se este trabalho com o objetivo de avaliar os efeitos de níveis de concentrado e de proteína bruta (PB) sobre o consumo e a digestibilidade aparente dos nutrientes, a produção e a composição do leite. Utilizou-se oito vacas mestiças Holandês-Zebu com peso de 520±40 kg, distribuídas em um quadrado latino (QL) 8 x 8 em oito períodos de 10 dias, para testar quatro níveis de ração concentrada (0, 1, 3 e 5 kg/vaca/dia) e dois níveis de proteína bruta (9 e 12% de PB na matéria seca total da dieta). O experimento foi conduzido em pastagem de capim-elefante (Pennisetum purpureum, Schum) na estação chuvosa e os concentrados foram constituídos de fubá de milho, farelo de soja, uréia e mistura mineral. O experimento foi analisado em QL incluindo efeitos de tratamento, animal e período. No 10o dia do período experimental, foi coletada uma amostra de leite por animal em cada uma das ordenhas, para posteriormente originar uma amostra composta. No 9o e 10o dias, às 8:00 e 16:00 horas, respectivamente, foram coletadas amostras de fezes, sendo utilizada a fibra em detergente ácido indigestível (FDAi) como indicador interno para as estimativas da excreção de matéria seca fecal. O consumo de matéria seca (MS) não diferiu entre as dietas, tanto para concentrados quanto proteína bruta (P>0,05), sendo que o consumo de pasto tendeu a diminuir com o aumento de concentrado, não diferindo quanto aos níveis de proteína bruta. O consumo de proteína bruta (PB) foi crescente quando aumentaram os níveis de suplemento e proteína bruta na dieta, enquanto que os consumos de nutrientes digestíveis totais (CNDT), de carboidratos não fibrosos (CCNF), de fibra em detergente neutro (CFDN) e de extrato etéreo (CEE) aumentaram com os níveis crescentes de concentrado, não diferindo quanto aos níveis de proteína bruta. O consumo de carboidratos não fibrosos (CCNF) aumentou com os níveis crescentes de concentrado e proteína bruta. O coeficiente de digestibilidade (CD) da MS e CNF aumentou e diminuiu (P<0,05), respectivamente, com o aumento dos níveis de concentrado, não diferindo quanto aos níveis de proteína bruta; já o CD da PB aumentou com os níveis crescentes de concentrado e proteína bruta (P<0,05), havendo efeito para o CD da FDN somente quando os níveis de PB aumentaram na dieta. A produção de leite (PL) aumentou com os níveis crescentes de concentrado (P<0,05), não sendo influenciada (P>0,05) pelos diferentes níveis protéicos, sendo explicada pela equação: &#375; = 11,9 + 0,322*C. O teor de gordura, proteína, lactose e extrato seco do leite não foram influenciados pelos níveis de concentrado, mas quando aumentou o nível de proteína na dieta houve aumento do teor de lactose e extrato seco do leite. Vacas com produção média de 12 kg de leite/dia podem ser alimentadas com dietas contendo 9% de PB, pois não houve efeito quanto a níveis de PB na dieta variando entre 9 e 12% no desempenho dos animais. Apesar da resposta em produção de leite pela suplementação ter sido linear, após 3 kg/animal/dia, houve uma tendência de aumentos decrescentes seguindo o modelo curvilíneo de Michaelis-Menten, típico de sistemas enzimáticos. A produção de leite aumentou com os níveis crescentes de suplementação (0,32 kg/kg de concentrado), mas não alterou com níveis crescentes de proteína bruta na dieta, diferente do NRC 2001 de gado de leite que considera resposta linear de 2,2 kg de leite/kg de ração concentrada.
This work was developed with the objective of evaluating the effects of concentrate and crude protein (CP) levels on the intake and apparent digestibility of nutrients, and milk production and composition. Eight crossbred Holstein-Zebu cows with 520±40 kg were distributed in an 8 x 8 Latin square (LS) in eight periods of 10 days, for evaluation of four levels of concentrate ration (0, 1, 3 and 5 kg/cow/day) and two levels of crude protein (9 and 12% of CP in the total dietary dry matter). The experiment was conducted in pasture of elephant-grass (Pennisetum purpureum, Schum) in the rainy season and the concentrates were constituted of corn meal, soybean meal, urea and mineral mixture. The experiment was analyzed in LS including effects of treatment, animal and period. In the 10th day of the experimental period, it was collected a sample of milk per animal in each of the two daily milking times, for later mixture in a composite sample. In the 9th and 10th days, at 8:00 and 16:00 hours, respectively, samples of feces were collected, and the indigestible acid detergent fiber (ADFi) was utilized as internal indicator for the estimates of fecal dry matter excretion. The dry matter intake (DMI) did not differ among the diets, both for concentrate and crude protein (P>0.05), in which the pasture intake tended to decrease with the increase of concentrate, not differing in relation to levels of crude protein (CP). The CP intake was increased by the increase in levels of supplementation and crude protein in the diet, while the intakes of total digestible nutrients (TDNI), non-fiber carbohydrates (NFCI), neutral detergent fiber (NDFI) and ether extract (EEI) increased with the increasing levels of concentrate, with no difference in relation to levels of crude protein. The intake of non-fiber carbohydrates (NFCI) increased with the increasing levels of concentrate and crude protein. The coefficient of digestibility (CD) of DM and NFC increased and decreased (P<0.05), respectively, by the increase in concentrate level, not differing with the levels of crude protein; the CD of CP increased with the increase in concentrate and crude protein levels (P<0.05), but the effect for CD of NDF only happened when the level of CP increased in the diet. The milk production (MP) increased with the increasing levels of concentrate (P<0.05), with no influence (P>0.05) of protein levels, being explained by the following equation: &#375; = 11.9 + 0.322*C. The content of fat, protein, lactose and dry extract of milk were not influenced by the levels of concentrate, but when increased the level of CP in the diet there was increase in the content of lactose and dry extract of milk. Cows with mean production of 12 kg of milk/day can be fed with diets containing 9% of CP, because there was no effect of CP levels in the diet in the range of 9 to 12% in the animal's performance. In spite of the response in milk production by supplementation be linear, after 3 kg/cow/day, there was a trend for diminishing increase following the curvilinear model of Michaelis-Menten, typical of enzyme systems. The milk production increased with the increase in the level of supplementation (0.32 kg/kg of concentrate), but did not change with increasing levels of crude protein in the diet, different from NRC 2001 of dairy cows that consider a linear response of 2.2 kg of milk/kg of concentrate ration.
Palavras-chave: Concentrado
Pasto
Desempenho
Leite
Bovino de leite
Concentrate
Pasture
Performance
Dairy cattle
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL::AVALIACAO DE ALIMENTOS PARA ANIMAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: SILVA, Cristiano Viana da. Intake, apparent digestibility of the nutrients and performance of milking cows under pasture as a function of levels of concentrate and crude protein in the diet. 2007. 45 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5848
Data do documento: 20-Abr-2007
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf227,76 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.