Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/59
Tipo: Dissertação
Título: O efeito contágio da crise do subprime no mercado acionário brasileiro
Título(s) alternativo(s): The contagion effect of subprime crisis on Brazilian stock market
Autor(es): Ferreira, Douglas Marcos
Primeiro Orientador: Mattos, Leonardo Bornacki de
Primeiro coorientador: Carvalho, Luciano Dias de
Primeiro avaliador: Lima, João Eustáquio de
Segundo avaliador: Caetano, Sidney Martins
Abstract: A crescente integração e globalização das finanças, que possibilitaram o aumento da liquidez da economia internacional, foram acompanhadas por cenários instáveis gerados pelas crises financeiras. Estas crises, por sua vez, foram transmitidas, principalmente, para economias emergentes, caracterizadas pela maior fragilidade frente aos movimentos de aversão ao risco e busca pela liquidez. Diante da crise internacional do subprime, transmitida para a economia brasileira após a quebra do banco americano Lehman Brothers, é relevante analisar em que medidas os choques ocorridos no mercado acionário americano contagiaram os diversos segmentos deste mercado no Brasil. Nesse contexto, o presente trabalho teve como objetivo analisar o efeito contágio da crise financeira internacional sobre os índices do mercado de ações do Brasil. Especificamente, pretendeu-se analisar a causalidade entre as variâncias dos índices acionários dos mercados brasileiro e americano e investigar o contágio para os índices acionários dos setores de telecomunicações, energia elétrica, industrial, consumo, financeiro e imobiliário do mercado acionário brasileiro. A análise empírica proposta neste trabalho foi baseada nos modelos de volatilidade condicional, em especial no modelo GARCH (General Autoregressive Conditional Heteroscedasticity) multivariado. Tal modelo possibilitou analisar o efeito contágio da crise financeira do subprime para o mercado acionário brasileiro, ao permitir o estudo do padrão das volatilidades e co-volatilidades durante o período de instabilidade financeira. O teste de Causalidade na Variância, a partir de modelos GARCH univariados, buscou verificar a ocorrência de aumentos na volatilidade entre os mercados brasileiro e americano em determinados períodos. Os resultados identificaram causalidade do índice americano para os índices acionários brasileiros, no sentido de ter provocado um aumento na volatilidade do mercado brasileiro. Em relação à análise do contágio financeiro para o mercado acionário do Brasil, a estrutura das covariâncias estimadas, a partir dos modelos GARCH-BEKK, entre os anos de 2007 e 2010, mostrou claras evidências de contágio em todos os índices considerados. No período caracterizado pela crise financeira internacional, houve uma elevação da covariância entre os índices do mercado norte-americano e brasileiro. Os Índices Imobiliário e Financeiro apresentaram os maiores contágios entre todos analisados, refletindo as perdas das indústrias de construção civil, somadas à escassez de crédito interno e externo. Os demais índices analisados mostraram um aumento de menor magnitude na covariância com o mercado americano, sugerindo um menor contágio da crise para estes índices. Cabe ressaltar a importância da adoção de medidas anticíclicas por parte do governo brasileiro ao reduzir os impactos da crise financeira para a economia brasileira, principalmente para aqueles setores da economia real que mais sofreram os impactos do contágio no mercado acionário.
The increasing integration and globalization of finance, which enabled increased liquidity in the international economy, were accompanied by unstable scenarios generated by financial crises. These were transmitted primarily to emerging economies, characterized by higher fragility in the face of risk aversion and search for liquidity. Given the international subprime crisis, transmitted to Brazilian economy after the collapse of U.S. bank Lehman Brothers, it is important to analyze in to what extent were the shocks on U.S. stock market transmitted to various market segments in Brazil. In this context, this study aimed to examine the contagion effect of financial crisis on stock market indices in Brazil. Specifically, we analyze the causality between the variances of the stock indices of Brazilian and American markets and investigate the contagion to the Brazilian stock indices in the sectors of telecommunications, electric power, industrial, consumer, financial and real estate. The empirical analysis proposed in this paper was based on the conditional volatility model GARCH (General Autoregressive Conditional Heteroscedasticity) multivariate. This model allowed analyzing the contagion effect of the subprime financial crisis on the Brazilian stock market, by allowing the study of the pattern of volatilities and co-volatilities during this period of financial instability. The Test for Causality in Variance from univariate GARCH models aimed to verify the occurrence of increases in volatility between Brazilian and American markets at certain times. The results of causality tests in variance identified the influence of U.S. stock indexes on Brazil, in the sense it caused an increase in the volatility of Brazilian market. Regarding the analysis of financial contagion to the stock market in Brazil, the structure of covariances estimated from the GARCH-BEKK models, between the years 2007 and 2010, showed clear evidence of infection in all indexes. On the period characterized by the financial crisis there was an increase in the covariance between North American and Brazilian indices. Among the indices analyzed, Real Estate and Financial had the highest contagion, reflecting the loss of civil construction industries, coupled with lack of internal and external credit. The other indexes analyzed showed an increase of lesser magnitude on the covariance with the U.S. market, suggesting a lower contagion for these indexes. It is worth emphasizing the importance of adopting countercyclical measures by the Brazilian government to reduce the impacts of financial crisis on the Brazilian economy, and especially for those sectors that are suffering the impact of contagion in the stock market.
Palavras-chave: Contágio
Crises financeiras
Modelos de volatilidade condicional multivariado
Contagion
Financial crises
Multivariate conditional volatility models
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Mestrado em Economia Aplicada
Citação: FERREIRA, Douglas Marcos. The contagion effect of subprime crisis on Brazilian stock market. 2012. 122 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/59
Data do documento: 7-Fev-2012
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.