Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8816
Tipo: Dissertação
Título: Coccoloba cereifera Schwacke (Polygonaceae): aspectos ecofisiológicos e reprodutivos
Coccoloba cereifera Schwacke (Polygonaceae): ecophysiological and reproductive aspects
Autor(es): Silva, Celice Alexandre
Abstract: O presente estudo teve como objetivos avaliar algumas estratégias ecofisiológicas e reprodutivas de Coccoloba cereifera para sua manutenção e desenvolvimento em condições déficit hídrico. As avaliações ecofisiológicas em campo consistiram no monitoramento do potencial hídrico foliar nas estações seca e chuvosa e no acompanhamento da fenologia vegetativa e reprodutiva da espécie durante um ano. O potencial hídrico foliar na estação seca apresentou pouca variação em relação à estação chuvosa. As avaliações fenológicas foram realizadas em trinta indivíduos, onde foram contados o número de folhas novas, a presença flores abertas e frutos. Constatou-se que C. cereifera investe na produção de biomassa verde durante todo o ano e a floração e frutificação geralmente correspondem ao início do período chuvoso. Em casa de vegetação foi analisado o efeito do estresse hídrico sobre as trocas gasosas de C. cereifera em três tratamentos: capacidade de campo (CC), estresse hídrico moderado (EM) e estresse hídrico severo (ES), os seguintes parâmetros foram avaliados: transpiração (E), condutância estomática (g s ), taxa fotossintética líquida (A), relação Ci/Ca, eficiência do uso da água (EUA) e fotoquímica (Fv/Fm). Foram cinco semanas de avaliações, no final da quarta semana foi realizada rega nos tratamentos (EM) e (ES). O (EM) não provocou variação significativa para os parâmetros avaliados. No (ES) observou-se reduções acentuadas desses parâmetros com recuperação após a re-irrigação. Os estudos da biologia reprodutiva tiveram como objetivos verificar a fenologia reprodutiva, analisar a morfologia e biologia floral, o sistema reprodutivo e identificar os visitantes florais de C. cereifera. Na fenologia reprodutiva verificou-se maior investimento na reprodução no período chuvoso. A morfologia floral constituiu de análises de campo e laboratório. A espécie apresentou quatro tipos florais, caracterizando-a como polígamo-dióica. Para o estudo da biologia floral foram registrados o horário de antese, a longevidade floral, a presença de néctar e a receptividade do estigma. Constatou-se que as flores atingem máximo de abertura floral às doze horas e sua longevidade é de vinte e quatro horas. O néctar estava presente em todos os tipos florais, a viabilidade do pólen e a receptividade do estigma variaram entre eles. No sistema reprodutivo foram realizados três tratamentos, autopolinização espontânea, polinização aberta e polinização cruzada; verificou-se também o crescimento do tubo polínico. A autopolinização espontânea registrou apomixia e menor produção de frutos para a polinizações aberta e cruzada. O crescimento do tubo polínico foi observado em quase todos os tipos florais. No estudo da germinação de sementes foram aplicados quatro tratamentos: sementes com perigônio seco, sementes com perigônio seco removido, sementes com perigônio carnoso e sementes com perigônio carnoso removido. As maiores porcentagens de germinação ocorreram quando se removeu o perigônio. Os visitantes florais capturados consistiam em pequenos insetos que podem atuar como importantes polinizadores.
The aim of this work was to evaluated some of the reproductive and ecophysiology aspects of Coccoloba cereifera, which would allow its survival and developmental under water stress situation. Under field conditions the leaf water potential was monitored during the dry and the raining season. Phenological and reproductive studies were also carried out. The changes on the leaf water potential were recorded at every hour, during 12 hours, using a pressure bomb. The data obtained were used to generated a daily curve for both seasons. The water potential of leaves during the dry season showed no significant difference from those of the raining season. In the phenology assessment, thirty individuals were screened for their number of young leaves, mature flowers, and fruits. C. cereifera invested on leaf production year around , although the flower and fruit production occurred early in the raining season. The effects of water stress on C. cereifera gas exchange treads were analyzed on plants under a glasshouse setting through three treatments: field capacity (CC), moderated water stress (EM), and severe water stress (ES). The parameters, transpiration (E), stomatal conductance (g s ), net photosynthesis (A), Ci/Ca ratio, and water use efficiency (EUA) were measured with a infra red analyzer (IRGA) while the photochemical efficiency, was evaluated based on the values of Fv/Fm, by a fluorescence analyzer (PEA). The treatments were applied during five weeks, and the evaluations carried out weekly. By the end of the fourth week, the plants under water restriction treatment (EM and ES) were reirrigated to field capacity. Plants exposed to the ES treatment showed the largest decline in all parameters. However, when reirrigation took place the values returned to standard levels. The C. cereifera reproductive biology study focused on the reproductive phenology, floral biology and morphology and identified the floral visitors. The large investment on the reproductive process occurred during the raining season. The floral analyses revealed that this specie is poligamo-dioica, presenting four different flower types. The flowers had maximum aperture around noon and a period of 24 hours longevity. Nectar was present in all four flower types, but pollen viability and stigma receptivity varied among them. Spontaneous self-pollination showed characteristics of apomixis while and the production of fruits was smaller on open and a cross-pollinated. For the germination process, seeds of the species were submitted to four treatments: seeds with dry perigon, seeds with dry perigon removed, seeds with fleshy perigon, and seeds with fleshy perigon removed. The higher percentages of germination were obtained for both treatments without perigon. Hymenopterans were the main group visiting the flowers and therefore could be acting as important pollinators.
Palavras-chave: Biologia reprodutiva
Ecofisiologia
Endemismo
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SILVA, Celice Alexandre. Coccoloba cereifera Schwacke (Polygonaceae): aspectos ecofisiológicos e reprodutivos. 2003. 54 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8816
Data do documento: 13-Fev-2003
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.